O que são materiais não recicláveis e o que pode ser feito com eles?

O processo de reciclagem é um ato de fundamental importância atualmente, esta além de ajudar na preservação do meio ambiente, poderá gerar renda para milhares de pessoas. Em contrapartida, por questões técnicas, nem todos os materiais que são descartados por pessoas ou por indústrias poderão passar por um processo de reciclagem. Estes depois de passarem por uma série de procedimentos industriais não poderão ser reutilizados e tem como destino o lixo comum.
O que são considerados os materiais não recicláveis
Saiba que os materiais não recicláveis são os que não podem ser reutilizados após a sua transformação química ou ainda física, em contrapartida, muitos dos materiais não reciclados no Brasil somente por ainda não existir uma tecnologia determinada para um tipo específico de materiais. Procure ficar atento quando comprar uma embalagem que é reciclável, já que dependendo da situação e do material utilizado, ela poderá ir para o lixo comum ao final do processo.
O que são os materiais não recicláveis?
Os materiais não recicláveis mais conhecidos poderão ser:
Os papéis não recicláveis, como por exemplo os adesivos, etiquetas, fitas crepe, papel carbono, fotografias, papel toalha, papéis metalizados, metais não recicláveis, clipes, grampos, esponjas de aço, cabos de panela, tomadas, isopores, adesivos, teclados de computador, espelhos, ampolas de medicamentos, cerâmicas e louças, vidros temperados planos, entre outros.
É fundamental que se saiba que:
A presença de lixo que não seja reciclável no processo de reciclagem é um problema comum já que poderá prejudicar a qualidade do produto final reciclado, ou até mesmo quebrar a máquina que processa este material.
Entre os exemplos comuns de contaminação podemos citar as cerâmicas, terra, louças na reciclagem do vidro, e que como não são fundidos junto com o vidro, formam as pedras no produto final, provocando a quebra espontânea do mesmo.
Os isopores também não são recicláveis, este tipo de material, que é uma espécie de plástico, pode ser devidamente reciclado, porém a maioria das empresas que trabalham com reciclagem acabam rejeitando o mesmo em função do seu baixo retorno financeiro.
As pilhas e baterias por sua vez, apesar de não serem recicláveis, poderão ser coletadas separadamente e não devem ser descartadas junto do lixo comum, já que em contato com o meio ambiente podem contaminar o solo e a água. Este então é um ponto que merece toda a atenção.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *